Ateliê Criar condições de segurança para todos


Construir as condições de uma segurança para todos e de uma paz duradoura

O continente africano é um dos mais violentamente devastados pelos conflitos. Estes têm sempre uma dupla dimensão de guerra civil interna e de ingerência estrangeira. Os recursos naturais e minerais, longe de serem uma fonte de prosperidade para África, alimentam directamente ou indirectamente a maioria dos conflitos. A concorrência pela divisão das terras, agravada pelo aumento da população e a cobiça das potências estrangeiras e pela perda de fertilidade dos solos, são subjacentes à maioria dos conflitos chamados conflitos étnicos ou comunitários.

A fraca legitimidade dos Estados constitui uma barreira muito frágil contra a irrupção da violência, quando não é o factor principal. A comunidade internacional desenvolveu toda uma filosofia de

reconstrução do Estado após o seu fracasso mas nem os métodos utilizados, nem a curta duração das intervenções contribui para o seu sucesso. E, apesar dos louváveis esforços da União Africana, são raros os conflitos resolvidos sem intervenção da “comunidade internacional”.

No entanto, portadora de tradições milenárias, África tem os seus próprios instrumentos de resolução de conflitos e de construção da paz, e estes mereceriam ser confrontados com a experiência internacional para desenvolver uma nova doutrina. A conferência irá trabalhar a estabelecer um diálogo entre diferentes actores institucionais e sociais, levá-los a reflectir sobre as suas práticas, a partilhar as suas experiências e considerar alternativas em matéria de prevenção e gestão de conflitos.